Associação Profissional dos Contabilistas de Lins

Brasil tem uma tentativa de fraude a cada 16 segundos, revela Serasa

maisCotações e Índices

Moedas - 12/12/2018 16:11:34
  • Nome
  • Compra
  • Venda
  • Comercial
  • 3,847
  • 3,849
  • Paralelo
  • 3,820
  • 4,020
  • Turismo
  • 3,690
  • 4,000
  • Euro
  • 4,376
  • 4,380
  • Iene
  • 0,034
  • 0,034
  • Franco
  • 3,881
  • 3,882
  • Libra
  • 4,870
  • 4,873
  • Ouro
  • 156,000
  •  
Mensal - 06/12/2018
  • Índices
  • Set
  • Out
  • Inpc/Ibge
  • 0,21
  • 0,40
  • Ipc/Fipe
  • 0,39
  • 0,48
  • Ipc/Fgv
  • 0,34
  • 0,48
  • Igp-m/Fgv
  • 1,52
  • 0,89
  • Igp-di/Fgv
  • -
  • 0,26
  • Selic
  • 0,47
  • 0,54
  • Poupança
  • 0,50
  • 0,50
  • TJLP
  • 0,55
  • 0,55
  • TR
  • -
  • -

maisObrigações Tributárias do Dia

  • 13/Dezembro/2018
  • IOF | Imposto sobre Operações Financeiras.
  • IRRF | Imposto de Renda Retido na Fonte.
O que você achou do nosso novo site?
Ótimo
Bom
Regular

Brasil registrou 167.395 tentativas de fraude no mês de agosto. O número representa uma tentativa de fraude a cada 16 segundos no País, de acordo com a Serasa Experian. Conhecidas como roubo de identidade, as tentativas de fraude são o uso de dados pessoais por criminosos para firmar negócios sob falsidade ideológica ou mesmo obter crédito com a intenção de não honrar os pagamentos.

Em relação a julho de 2015, quando o indicador apontou 174.137 tentativas de fraude, houve queda de 3,9%. Em relação a agosto de 2014, houve queda de 4,8%. No acumulado do ano de 2015 foram registradas 1.320.806 tentativas de fraude, ligeira queda de 0,7% na comparação com o mesmo período de 2014, quando o número era de 1.330.418.

De acordo com economistas da Serasa Experian, apesar do recuo, a quantidade de tentativas de fraude se mantém num patamar alto, uma vez que a queda está relacionada com a retração da economia neste ano de 2015, que vem desestimulando as pessoas a realizarem mais e novos negócios, diminuindo a quantidade de eventos e de alvos potenciais à atuação dos fraudadores.

Enquanto o recuo das tentativas de fraude foi de 0,7%, a atividade econômica (segundo indicador PIB Mensal da Serasa Experian) acumula retração de 2,2% até julho.

A popularização da internet é um dos fatores que contribui para as tentativas de fraudes. O cadastramento em sites de e-commerce não idôneos, promoções falsas que exigem informações pessoais do usuário, além da solicitação de adesões para campanhas teoricamente sérias ou com apelo forte nas redes sociais são a porta de entrada para o fraudador conseguir os dados de suas próximas vítimas.

Em agosto deste ano, telefonia respondeu por 67.804 registros, totalizando 40,5% do total de tentativas de fraude realizadas, aumento em relação aos 35,3% registrados pelo setor no mesmo mês de 2014.

Já o setor de serviços – que inclui construtoras, imobiliárias, seguradoras e serviços em geral (salões de beleza, pacotes turísticos etc.) – teve 50.880 registros, equivalente a 30,4% do total. No mesmo período no ano passado, este setor respondeu por 33,1% das ocorrências.

O setor bancário foi o terceiro do ranking em agosto/15, com 33.903 tentativas, 20,3% do total. No mesmo mês de 2014, o setor respondeu por 21,9% dos casos.

O segmento varejo teve 12.622 tentativas de fraude, registrando 7,5% das investidas contra o consumidor em maio de 2015, ligeira queda em relação ao percentual observado em agosto de 2014 (7,9%). O ranking de tentativas de fraude de maio de 2015 é composto ainda por demais segmentos (1,3%).

Fonte: R7 - 26/10/2015

Site desenvolvido pela TBrWeb (XHTML / CSS)
Associação Profissional dos Contabilistas de Lins  |  Rua Floriano Peixoto, n° 1.093 - Centro - Lins, SP | CEP 16.400-101
Fone 14. 3513-0114