Associação Profissional dos Contabilistas de Lins

Pesquisa revela que brasileiro se sente inseguro ao comprar pela internet

maisCotações e Índices

Moedas - 20/03/2019 16:08:08
  • Nome
  • Compra
  • Venda
  • Comercial
  • 3,741
  • 3,742
  • Paralelo
  • 3,760
  • 3,960
  • Turismo
  • 3,590
  • 3,890
  • Euro
  • 4,282
  • 4,283
  • Iene
  • 0,034
  • 0,034
  • Franco
  • 3,781
  • 3,780
  • Libra
  • 4,957
  • 4,960
  • Ouro
  • 159,690
  •  
Mensal - 14/02/2019
  • Índices
  • Dez
  • Jan
  • Inpc/Ibge
  • 0,14
  • 0,36
  • Ipc/Fipe
  • 0,09
  • 0,58
  • Ipc/Fgv
  • 0,21
  • 0,57
  • Igp-m/Fgv
  • -0,49
  • 0,01
  • Igp-di/Fgv
  • -0,45
  • 0,07
  • Selic
  • 0,49
  • 0,54
  • Poupança
  • 0,50
  • 0,50
  • TJLP
  • 0,56
  • -
  • TR
  • -
  • -

maisObrigações Tributárias do Dia

  • 25/Março/2019
  • DCTF Mensal | Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais
  • DCTF - Inativa | Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais
  • IRRF | Imposto de Renda Retido na Fonte
  • COFINS
  • PIS/Pasep
  • IPI | Imposto sobre Produtos Industrializados
O que você achou do nosso novo site?
Ótimo
Bom
Regular

Uma pesquisa realizada pela Minsait, divisão de negócios da espanhola Indra, revelou que os brasileiros estão entre os cidadãos latinos que mais se sentem inseguros em relação às compras feitas através da internet.

A conclusão do estudo chega a destoar com alguns dados obtidos. Por exemplo, foi provado que nós somos os primeiros da lista quanto a experimentar comprar algo online. Dos países em que os cidadãos já compraram online, ao menos uma vez, o topo do ranking fica assim: Brasil (94,6%), Chile (93,5%), Argentina (91,6%), Colômbia (90,9%) e México (90,8%).

Já no quesito “frequência de compras”, os brasileiros despencam no ranking. A maioria dos outros cidadãos latinos costuma comprar online pelo menos uma vez ao mês. Os brasileiros levam três meses, em média, para realizar uma compra. O triplo do tempo.

Esse maior espaço entre as compras online realizadas no Brasil pode ser explicado pelo fato de os brasileiros terem confessado não se sentir seguros através da internet. O tópico “segurança” não foi detalhado. Podemos supor que está relacionado à qualidade dos sites quanto aos sistemas antifraude, mas também com o fato das lojas não entregarem os produtos corretamente, ou mesmo com os prazos de entrega. Aliás, atualmente, muito se tem comentando a respeito dos prazos, principalmente no fim do ano, quando o volume de pedidos aumenta exponencialmente.

Em relação à sensação de segurança, os argentinos são os mais tranquilos. 78,7 por cento dos consumidores não veem problemas em comprar online. Continuando o ranking, em segundo, terceiro, e quarto lugares, temos, respectivamente, Chile (73,2%), México (68,6%) e Colômbia (66,8%). O Brasil está em penúltimo lugar, com 62,7 por cento dos consumidores se sentido bem seguros ao comprar pela internet. Neste quesito, só conseguimos ficar à frente dos peruanos (56,4%).

Fonte: Tecmundo | 18/02/2019

Site desenvolvido pela TBrWeb (XHTML / CSS)
Associação Profissional dos Contabilistas de Lins  |  Rua Floriano Peixoto, n° 1.093 - Centro - Lins, SP | CEP 16.400-101
Fone 14. 3513-0114