Associação Profissional dos Contabilistas de Lins

É seguro enviar os dados do cartão de crédito por e-mail?

maisCotações e Índices

Moedas - 21/02/2019 16:03:30
  • Nome
  • Compra
  • Venda
  • Comercial
  • 3,752
  • 3,753
  • Paralelo
  • 3,740
  • 3,930
  • Turismo
  • 3,600
  • 3,900
  • Euro
  • 4,251
  • 4,252
  • Iene
  • 0,034
  • 0,034
  • Franco
  • 3,746
  • 3,745
  • Libra
  • 4,890
  • 4,893
  • Ouro
  • 159,370
  •  
Mensal - 14/02/2019
  • Índices
  • Dez
  • Jan
  • Inpc/Ibge
  • 0,14
  • 0,36
  • Ipc/Fipe
  • 0,09
  • 0,58
  • Ipc/Fgv
  • 0,21
  • 0,57
  • Igp-m/Fgv
  • -0,49
  • 0,01
  • Igp-di/Fgv
  • -0,45
  • 0,07
  • Selic
  • 0,49
  • 0,54
  • Poupança
  • 0,50
  • 0,50
  • TJLP
  • 0,56
  • -
  • TR
  • -
  • -

maisObrigações Tributárias do Dia

  • 25/Fevereiro/2019
  • IOF | Imposto sobre Operações Financeiras.
  • IRRF | Imposto de Renda Retido na Fonte.
  • COFINS.
  • PIS/Pasep. 
  • IPI | Imposto sobre Produtos Industrializados. 
O que você achou do nosso novo site?
Ótimo
Bom
Regular

Dados do cartão de crédito por e-mail
Estou pensando em passar o Carnaval em Parati e o hotel onde vamos nos hospedar pediu os dados do cartão por e-mail (Gmail), o que me deixou preocupado. É seguro? — Matias Lima

Matias, o blog procurou a Visa para comentar esse caso. De acordo com a bandeira, isso se trata de uma prática comum do segmento de viagem e entretenimento (travel & entertainment - T&E): o hotel precisa do seu cartão para realizar cobranças antes e após o checkout.

Quando empresas precisam armazenar um determinado volume de transações, passa a ser requerida uma certificação, chamada de PCI-DSS, que determina normas de segurança para esse procedimento. No entanto, estabelecimentos menores que não estão sujeitos a essa norma acabam recorrendo à atitude citada de pedir o cartão por e-mail.

Em outras palavras, o hotel não está fazendo isso de má-fé. Mesmo assim, a recomendação é evitar. De acordo com a Visa, a preferência deve ser por reservas feitas em sites conhecidos, principalmente se o hotel também não pertencer a uma rede. Caso pertença a uma rede, o hotel provavelmente estará sujeito às regras do PCI-DSS e poderá agendar e cobrar sua reserva pelo site.

"Não deixar que terceiros tenham acesso ao cartão físico continua sendo uma recomendação válida e importante para que não sejam abertas oportunidades para fraudes, principalmente no mundo online", destacou a Visa.

Não havendo alternativa, a bandeira explicou que, no futuro, esse problema é abordado pelo o que o setor chama de "tokenização". A tokenização permite que você forneça ao hotel um número exclusivo para ele, que só poderá ser usado por aquele estabelecimento ou suas filiais. Assim, o risco de fraude com uso indevido do cartão fica bastante reduzido.

Não havendo nenhuma possiblidade de usar ao menos um cartão virtual para isso e nem fazer a reserva em um site, Matias, sua única opção é correr o risco. É importante acompanhar sempre os gastos do cartão e informar ao banco emissor o quanto antes caso alguma compra suspeita seja realizada. A compra pode ser cancelada e você pode obter um novo cartão.

Dúvida de boleto falso para frete
Estou fazendo uma negociação no Mercado Livre e o vendedor afirmou que o frete é pago à parte, por boleto. Enviaram o boleto, mas estou desconfiada que é um boleto falso. Vocês poderiam me auxiliar? Obrigada! — Gabriela

O boleto em questão parece se referir a um sofá e tudo indica que se trata de um documento legítimo. Nesses casos, não é incomum que o frete seja pago separadamente, visto que o frete padrão do Mercado Livre é pelos Correios, que não transportam objetos desse porte.

No entanto, a principal dica nesses casos é fazer o pagamento por cartão. Boletos não foram desenhados como meio de pagamento reversível. Dessa forma, o valor pago jamais volta para você. Se voltar, é por sorte ou boa vontade dos envolvidos. Por isso, prefira pagamento por cartão. É muito mais seguro no caso de ocorrer algum problema com a compra.

Em alguns casos, você pode pagar o valor do frete já no momento da compra. Pergunte ao vendedor o valor do frete antes de efetuar a compra e inclua o valor, se houver essa opção.

Não sendo possível, utilize o mesmo meio de pagamento da compra, controlado por você. No caso do Mercado Livre, os pagamentos são realizados pela plataforma Mercado Pago. Acessando o site do Mercado Pago, você pode usar o mesmo login e senha do Mercado Livre.

Lá, ao lado de cada compra realizada, há uma opção chamada "Adicionar dinheiro". Ela não estará visível de início, mas vai aparecer quando você colocar o ponteiro do mouse sobre a linha do produto.

Usando essa opção, você pode acrescentar e pagar o frete diretamente na interface do Mercado Pago. O vendedor pagará uma tarifa para receber o dinheiro.

Em todo caso, pagar boletos enviados pelo vendedor, mesmo que estes tenham a marca do site e pareçam legítimos, é uma prática arriscada. Ainda que o vendedor possa evitar tarifas usando outros meios de pagamento, isso não é seguro para você, pois pode causar dificuldades para devoluções e ressarcimento. O blog não pode recomendar esse tipo de prática, especialmente considerando-se que existem muitas fraudes envolvendo cobranças de frete.

Fonte: G1 Globo | 31/01/2019

Site desenvolvido pela TBrWeb (XHTML / CSS)
Associação Profissional dos Contabilistas de Lins  |  Rua Floriano Peixoto, n° 1.093 - Centro - Lins, SP | CEP 16.400-101
Fone 14. 3513-0114