Associação Profissional dos Contabilistas de Lins

Dolar fecha em alta de olho no exterior, em dia de votação do Brexio

maisCotações e Índices

Moedas - 21/02/2019 16:03:30
  • Nome
  • Compra
  • Venda
  • Comercial
  • 3,752
  • 3,753
  • Paralelo
  • 3,740
  • 3,930
  • Turismo
  • 3,600
  • 3,900
  • Euro
  • 4,251
  • 4,252
  • Iene
  • 0,034
  • 0,034
  • Franco
  • 3,746
  • 3,745
  • Libra
  • 4,890
  • 4,893
  • Ouro
  • 159,370
  •  
Mensal - 14/02/2019
  • Índices
  • Dez
  • Jan
  • Inpc/Ibge
  • 0,14
  • 0,36
  • Ipc/Fipe
  • 0,09
  • 0,58
  • Ipc/Fgv
  • 0,21
  • 0,57
  • Igp-m/Fgv
  • -0,49
  • 0,01
  • Igp-di/Fgv
  • -0,45
  • 0,07
  • Selic
  • 0,49
  • 0,54
  • Poupança
  • 0,50
  • 0,50
  • TJLP
  • 0,56
  • -
  • TR
  • -
  • -

maisObrigações Tributárias do Dia

  • 25/Fevereiro/2019
  • IOF | Imposto sobre Operações Financeiras.
  • IRRF | Imposto de Renda Retido na Fonte.
  • COFINS.
  • PIS/Pasep. 
  • IPI | Imposto sobre Produtos Industrializados. 
O que você achou do nosso novo site?
Ótimo
Bom
Regular

Nesta terça-feira, moeda norte-americana subiu 0,72%, cotada a R$ 3,7264.

O dólar subiu nesta terça-feira (15), acompanhando o comportamento externo da moeda após a China sinalizar medidas de estímulo à economia e com os investidores aguardando o desfecho da votação do Brexit no Parlamento do Reino Unido.

A moeda norte-americana subiu 0,72%, vendida a R$ 3,7264. Veja mais cotações. Na máxima do dia, chegou a R$ 3,7274.

Na segunda-feira (14), o dólar caiu 0,40%, R$ 3,6996.

O Parlamento britânico vota nesta terça a proposta de acordo do Brexit apresentada pela primeira-ministra Theresa May, e já aprovada pela União Europeia.

Há a expectativa de que a proposta costurada pela primeira-ministra seja derrotada. Mesmo o Partido Conservador, de May, já deixou claro que não concorda com os termos propostos e não há chances de obter os votos necessários para a aprovação. A grande dúvida agora é sobre o que acontecerá em seguida.

Já a China sinalizou nesta terça-feira mais medidas de estímulo no curto prazo uma vez que a guerra tarifária com os Estados Unidos pesou sobre seu setor comercial e levantou o risco de uma desaceleração econômica mais acentuada.

A segunda maior economia do mundo buscará alcançar "um bom início" de primeiro trimestre, indicando que o governo está pronto para conter a crescente pressão sobre o crescimento.


Internamente, os investidores ainda monitoraram as novidades da proposta de reforma da Previdência, em dia de nova reunião ministerial do governo Jair Bolsonaro.

Atuação do BC
O BC vendeu nesta sessão 13,4 mil contratos de swap cambial tradicional, equivalente à venda futura de dólares. Desta forma, rolou US$ 6,70 bilhões do total de US$ 13,398 bilhões que vencem em fevereiro.

Se mantiver essa oferta diária e vendê-la até o final do mês, terá feito a rolagem integral.

fonte: g1.globo.com | 15/01/2019

Site desenvolvido pela TBrWeb (XHTML / CSS)
Associação Profissional dos Contabilistas de Lins  |  Rua Floriano Peixoto, n° 1.093 - Centro - Lins, SP | CEP 16.400-101
Fone 14. 3513-0114