Associação Profissional dos Contabilistas de Lins

WhatsApp pode ganhar criptomoeda própria para transferências financeiras

maisCotações e Índices

Moedas - 17/01/2019 16:37:25
  • Nome
  • Compra
  • Venda
  • Comercial
  • 3,743
  • 3,744
  • Paralelo
  • 3,710
  • 3,900
  • Turismo
  • 3,590
  • 3,890
  • Euro
  • 4,262
  • 4,263
  • Iene
  • 0,034
  • 0,034
  • Franco
  • 3,766
  • 3,766
  • Libra
  • 4,854
  • 4,856
  • Ouro
  • 153,780
  •  
Mensal - 06/12/2018
  • Índices
  • Set
  • Out
  • Inpc/Ibge
  • 0,21
  • 0,40
  • Ipc/Fipe
  • 0,39
  • 0,48
  • Ipc/Fgv
  • 0,34
  • 0,48
  • Igp-m/Fgv
  • 1,52
  • 0,89
  • Igp-di/Fgv
  • -
  • 0,26
  • Selic
  • 0,47
  • 0,54
  • Poupança
  • 0,50
  • 0,50
  • TJLP
  • 0,55
  • 0,55
  • TR
  • -
  • -

maisObrigações Tributárias do Dia

  • 18/Janeiro/2018 – 6ª Feira.
  • IRRF | Imposto de Renda Retido na Fonte.
  • Cofins/CSL/PIS-Pasep | Retenção na Fonte.
  • COFINS/PIS-Pasep | Entidades financeiras.
  • INSS | Previdência Social.
  • EFD - Contribuintes do IPI | Pernambuco e Distrito Federal.
O que você achou do nosso novo site?
Ótimo
Bom
Regular

O Facebook está trabalhando em uma criptomoeda que poderá ser utilizada para fazer transações financeiras no WhatsApp. É o que o informa uma reportagem da agência de notícias Bloomberg, que conversou com pessoas próximas ao assunto. A ideia seria lançar a opção primeiramente para os usuários do aplicativo de mensagens na Índia.

A agência nota ainda que o Facebook fez uma série de contratações para a área e conta atualmente com uma equipe de 40 pessoas dedicada ao futuro serviço. Diferentemente do que acontece com as moedas digitais mais conhecidas – como o Bitcoin – a solução do Facebook seria uma stablecoin, um tipo de moeda que tem seu valor atrelado a uma unidade monetária tradicional.

No caso do WhatsApp, a criptomoeda teria o mesmo valor do dólar dos Estados Unidos. Isso seria feito para garantir que as transações não estariam suscetíveis à possível volatilidade da moeda. Um dos principais públicos da novidade deve ser o de indianos que moram fora do país, mas desejam enviar dinheiro para os parentes que ficaram por lá.

Questionado sobre o caso, um porta-voz do Facebook disse apenas que a empresa está sempre “explorando maneiras de alavancar o poder da tecnologia blockchain” e que a equipe está explorando diversas possibilidades de aplicações diferentes, mas ainda não tem nada para anunciar.

A investigação da agência não confirma se a criptomoeda também será levada para outros mercados de países emergentes nos quais o WhatsApp é popular, como o Brasil.

Fonte: Tecmundo | 21/12/2018

Site desenvolvido pela TBrWeb (XHTML / CSS)
Associação Profissional dos Contabilistas de Lins  |  Rua Floriano Peixoto, n° 1.093 - Centro - Lins, SP | CEP 16.400-101
Fone 14. 3513-0114