Associação Profissional dos Contabilistas de Lins

eSocial passa a valer para micro e pequenas empresas sem Simples

maisCotações e Índices

Moedas - 18/04/2019 15:58:52
  • Nome
  • Compra
  • Venda
  • Comercial
  • 3,911
  • 3,911
  • Paralelo
  • 3,890
  • 4,110
  • Turismo
  • 3,760
  • 4,080
  • Euro
  • 4,392
  • 4,393
  • Iene
  • 0,035
  • 0,035
  • Franco
  • 3,853
  • 3,852
  • Libra
  • 5,088
  • 5,091
  • Ouro
  • 160,500
  •  
Mensal - 14/02/2019
  • Índices
  • Dez
  • Jan
  • Inpc/Ibge
  • 0,14
  • 0,36
  • Ipc/Fipe
  • 0,09
  • 0,58
  • Ipc/Fgv
  • 0,21
  • 0,57
  • Igp-m/Fgv
  • -0,49
  • 0,01
  • Igp-di/Fgv
  • -0,45
  • 0,07
  • Selic
  • 0,49
  • 0,54
  • Poupança
  • 0,50
  • 0,50
  • TJLP
  • 0,56
  • -
  • TR
  • -
  • -

maisObrigações Tributárias do Dia

  • 20/Abril/2019
  • EFD - Contribuintes do IPI | Pernambuco e Distrito Federal
O que você achou do nosso novo site?
Ótimo
Bom
Regular

RIO - A partir desta quarta-feira, empresas que faturaram até R$ 78 milhões em 2016 e não são adeptas ao Simples devem passar a informar os dados de seus empregados no portal eSocial . O sistema concentra em uma única plataforma dados trabalhistas, fiscais e previdenciários fornecidos pelas empresas. Em janeiro, as empresas com faturamento superior a este mesmo teto fora as primeiras a aderir ao programa. O envio das informações sobre trabalhadores deve ocorrer até 9 de janeiro de 2019.

Segundo o consultor trabalhista Daniel Santos, é possível que o sistema encontre-se instável no primeiro dia, pois este grupo de empresas é ainda maior que o primeiro. Ele diz, ainda, que é importante aque os empregadores, antes de começar a cadastrar os dados dos funcionários no sistema, usem a plataforma, disponível no mesmo site do porta, Qualificação Cadastral , para verificar se não há conflitos entre as informações que já constam em outros bancos de dados do governo, como da Receita Federal e Caixa.

- Se houver dados que não batem, o sistema já informa onde está o problema e o empregador precisa corrigi-lo antes de fazer o cadastro no eSocial - orienta Santos.  

O eSocial substitui o modelo de entrega dos dados de trabalhadores, que até então exigia a comunicação de informações a diferentes órgãos do governo, como o Ministério do Trabalho, a Previdência Social e a Receita Federal. As empresas que descumprirem o cronograma de envio de dados pelo eSocial estão sujeitas a penalidades e multa.

Fonte: Globo | 10/10/2018

Site desenvolvido pela TBrWeb (XHTML / CSS)
Associação Profissional dos Contabilistas de Lins  |  Rua Floriano Peixoto, n° 1.093 - Centro - Lins, SP | CEP 16.400-101
Fone 14. 3513-0114