Associação Profissional dos Contabilistas de Lins

Chrome ganha bloqueador de propaganda; saiba como funciona

maisCotações e Índices

Moedas - 14/12/2018 16:03:52
  • Nome
  • Compra
  • Venda
  • Comercial
  • 3,900
  • 3,901
  • Paralelo
  • 3,880
  • 4,080
  • Turismo
  • 3,750
  • 4,060
  • Euro
  • 4,407
  • 4,408
  • Iene
  • 0,034
  • 0,034
  • Franco
  • 3,913
  • 3,912
  • Libra
  • 4,900
  • 4,903
  • Ouro
  • 152,150
  •  
Mensal - 06/12/2018
  • Índices
  • Set
  • Out
  • Inpc/Ibge
  • 0,21
  • 0,40
  • Ipc/Fipe
  • 0,39
  • 0,48
  • Ipc/Fgv
  • 0,34
  • 0,48
  • Igp-m/Fgv
  • 1,52
  • 0,89
  • Igp-di/Fgv
  • -
  • 0,26
  • Selic
  • 0,47
  • 0,54
  • Poupança
  • 0,50
  • 0,50
  • TJLP
  • 0,55
  • 0,55
  • TR
  • -
  • -

maisObrigações Tributárias do Dia

  • 17/Dezembro/2018
  • INSS | Previdência Social.
O que você achou do nosso novo site?
Ótimo
Bom
Regular

Prometido desde o ano passado, o recurso nativo de bloqueio de propagandas do navegador Chrome começa a funcionar a partir de hoje e será ativado para todos os usuários. O sistema, no entanto, não vai bloquear todos os anúncios - apenas aqueles considerados invasivos segundo os padrões da Coalition for Better Ads. E para ajudar os desenvolvedores de sites a entender o que isso significa, o Google fez um post explicando como o adblocker do seu navegador vai funcionar.

Os padrões foram determinados por meio de pesquisas com 40 mil internautas da América do Norte e Europa. Essas pesquisas ajudaram a identificar quais eram os tipos mais irritantes de propagandas que apareciam na internet, e a determinar padrões sobre que tipos de anúncios são aceitáveis e quais não são. Os anúncios que forem considerados "inaceitáveis" segundo esses padrões serão automaticamente bloqueados pelo Chrome.

Quais propagandas?

A empresa fez uma lista com exemplos de propagandas consideradas inaceitáveis, e que serão bloqueadas pelo navegador. Veja abaixo:

Em PCs:

- Pop-ups;

- Propagandas que aparecem antes da página ser carregada e fazem uma contagem regressiva;

- Vídeos que começam a rodar automaticamente com o som ligado;

- Propagandas grandes com posição fixa na tela.

Em smartphones:

- Pop-ups;

- Propagandas que aparecem antes da página carregar;

- Vídeos que começam a rodar automaticamente com o som ligado;

- Propagandas que se iniciam (e têm contagem regressiva) quando o usuário clica em algo;

- Quando mais de 30% da página é composta por anúncios;

- Propagandas piscantes ou animadas;

- Propagandas grandes com posição fixa na tela;

- Propagandas que cobrem a tela toda mas podem ser roladas para baixo.

Para desenvolvedores

Como o bloqueio de propagandas pode acabar afetando a receita de muitos sites, o Google criou também uma ferramenta para desenvolvedores. Essa ferramenta, chamada de "Ad Experience", ajuda os criadores de sites a encontrar as propagandas "irritantes" de seus sites e a substituí-las por anúncios que não serão bloqueados pelo navegador. O vídeo fala mais sobre o recurso.

Segundo o The Verge, o ícone do bloqueador de publicidade do Chrome aparecerá no menu superior do navegador - no local onde bloqueadores de pop-up costumam aparecer. E a empresa ainda permitirá que os usuários desativem-no para determinados sites, se quiserem. Segundo o Google, esse recurso ajuda a melhorar a experiência de uso da internet tanto para os usuários quanto para os próprios anunciantes: 42% dos sites que foram notificados já resolveram os problemas com seus anúncios.

Fonte: olhardigital.com

Site desenvolvido pela TBrWeb (XHTML / CSS)
Associação Profissional dos Contabilistas de Lins  |  Rua Floriano Peixoto, n° 1.093 - Centro - Lins, SP | CEP 16.400-101
Fone 14. 3513-0114