Associação Profissional dos Contabilistas de Lins

90% dos executivos admitem que empresas não cumprem todas as suas estratégias, diz pesquisa

maisCotações e Índices

Moedas - 11/12/2018 16:38:47
  • Nome
  • Compra
  • Venda
  • Comercial
  • 3,917
  • 3,919
  • Paralelo
  • 3,900
  • 4,090
  • Turismo
  • 3,760
  • 4,080
  • Euro
  • 4,432
  • 4,434
  • Iene
  • 0,035
  • 0,035
  • Franco
  • 3,943
  • 3,943
  • Libra
  • 4,903
  • 4,905
  • Ouro
  • 155,800
  •  
Mensal - 06/12/2018
  • Índices
  • Set
  • Out
  • Inpc/Ibge
  • 0,21
  • 0,40
  • Ipc/Fipe
  • 0,39
  • 0,48
  • Ipc/Fgv
  • 0,34
  • 0,48
  • Igp-m/Fgv
  • 1,52
  • 0,89
  • Igp-di/Fgv
  • -
  • 0,26
  • Selic
  • 0,47
  • 0,54
  • Poupança
  • 0,50
  • 0,50
  • TJLP
  • 0,55
  • 0,55
  • TR
  • -
  • -

maisObrigações Tributárias do Dia

  • 13/Dezembro/2018
  • IOF | Imposto sobre Operações Financeiras.
  • IRRF | Imposto de Renda Retido na Fonte.
O que você achou do nosso novo site?
Ótimo
Bom
Regular

"Uma estratégia pode parecer boa em um slide do PowerPoint, mas é apenas tão boa quanto sua execução.” A frase é de do executivo Peter Toth, chefe de estratégia na empresa de mineração britânica Rio Tinto. Ela faz parte de uma pesquisa divulgada pela unidade de inteligência da The Economist, que aponta que, entre executivos das grandes empresas em diversos países, 90% admitem que não conseguem implementar todas as estratégias que as companhias elaboram.

O estudo entrevistou 500 executivos com faturamento anual a partir de US$ 1 bilhão em diversos países. A pesquisa aponta que, em média, as empresas não conseguem cumprir 20% de seus objetivos estratégicos por causa de falhas no processo de implementação das ideias.

"Se você não conseguir a implementação certa, tudo o que você está fazendo é desenvolver documentos", diz Bob Collymore, CEO da empresa de telecomunicações da África Oriental Safaricom.

A maioria dos entrevistados, ou 53%, reconhece que essa dificuldade coloca a empresa em posição de desvantagem no mercado.

As principais dificuldades

Entre os motivos que dificultam a implementação de ideias, o que foi citado com mais frequência pelos entrevistados foram atitudes culturais (24%), seguido por recursos insuficientes ou mal gerenciados (22%) e agilidade insuficiente (21%).

Já entre os fatores que poderiam mudar este cenário, o mais citado foi uma maior cooperação entre a pessoa que desenvolve a estratégia e a que implementa (24%), na mesma proporção que um melhor alinhamento entre as políticas de recursos humanos e de estratégia e mais comunicação entre os interessados.

A pesquisa mostra que os executivos estão certos, pelo menos, no diagnóstico do problema. Entre as empresas que tiveram os melhores índices de implementação de estratégia, em 32% as pessoas que desenvolvem estratégias também estão ativamente envolvidas na supervisão da implementação. Já nas empresas que tiveram as piores avaliações de cumprimento de planos, essa proporção cai para 19%.

Fonte: g1.globo

Site desenvolvido pela TBrWeb (XHTML / CSS)
Associação Profissional dos Contabilistas de Lins  |  Rua Floriano Peixoto, n° 1.093 - Centro - Lins, SP | CEP 16.400-101
Fone 14. 3513-0114