Associação Profissional dos Contabilistas de Lins

Dólar sobe e volta a ser negociado a R$ 3,30

maisCotações e Índices

Moedas - 10/12/2018 09:34:36
  • Nome
  • Compra
  • Venda
  • Comercial
  • 3,907
  • 3,908
  • Paralelo
  • 3,860
  • 4,070
  • Turismo
  • 3,890
  • 4,130
  • Euro
  • 4,460
  • 4,462
  • Iene
  • 0,035
  • 0,035
  • Franco
  • 3,903
  • 3,903
  • Libra
  • 4,968
  • 4,971
  • Ouro
  • 154,130
  •  
Mensal - 06/12/2018
  • Índices
  • Set
  • Out
  • Inpc/Ibge
  • 0,21
  • 0,40
  • Ipc/Fipe
  • 0,39
  • 0,48
  • Ipc/Fgv
  • 0,34
  • 0,48
  • Igp-m/Fgv
  • 1,52
  • 0,89
  • Igp-di/Fgv
  • -
  • 0,26
  • Selic
  • 0,47
  • 0,54
  • Poupança
  • 0,50
  • 0,50
  • TJLP
  • 0,55
  • 0,55
  • TR
  • -
  • -

maisObrigações Tributárias do Dia

  • 10/Dezembro/2018
  • Comprovante de Juros sobre o Capital Próprio-PJ.
  • IPI | Imposto sobre Produtos Industrializados.
  • Envio da Guia da Previdência Social aos Sindicatos.
O que você achou do nosso novo site?
Ótimo
Bom
Regular

O dólar fechou a quinta-feira (29) em alta ante o real, em movimento de correção e seguindo o mercado externo, com os investidores ainda cautelosos diante a cena política doméstica e deixando de lado algumas notícias positivas, como metas menores de inflação para 2019 e 2020.

Na sessão, a moeda norte-americana avançou 0,7%, a R$ 3,3080 na venda, após recuar 1% na véspera e ir abaixo de R$ 3,30. O dólar futuro tinha alta de cerca de 0,75% no final da tarde.

O dólar subia ante divisas de países emergentes no exterior, como o peso mexicano, com o mercado também realizando lucros após recentes dados de crescimento econômico dos Estados Unidos mais fortes do que o esperado.

Na mínima do dia, logo cedo, o dólar chegou a R$ 3,2744 com maior otimismo após a aprovação da reforma trabalhista em uma comissão no Senado, o que acabou atraindo compradores e invertendo a trajetória de queda do início dos negócios.

Também agradou a fixação das metas de inflação de 2019 e 2020 menores pelo governo, num esforço para mostrar a continuidade de uma política econômica mais austera.

O Banco Central vendeu integralmente a oferta de até 7.600 swaps cambiais tradicionais —equivalente à venda futura de dólares — e concluiu a rolagem dos US$ 6,939 bilhões em contratos com vencimento em julho. Em agosto, segundo dados do BC, vencerão US$ 6,181 bilhões  em swap tradicional.

fonte: noticias.r7

Site desenvolvido pela TBrWeb (XHTML / CSS)
Associação Profissional dos Contabilistas de Lins  |  Rua Floriano Peixoto, n° 1.093 - Centro - Lins, SP | CEP 16.400-101
Fone 14. 3513-0114