Associação Profissional dos Contabilistas de Lins

Três de cada dez contratações são de jovens

maisCotações e Índices

Moedas - 13/12/2018 16:08:28
  • Nome
  • Compra
  • Venda
  • Comercial
  • 3,883
  • 3,884
  • Paralelo
  • 3,870
  • 4,070
  • Turismo
  • 3,730
  • 4,040
  • Euro
  • 4,409
  • 4,412
  • Iene
  • 0,034
  • 0,034
  • Franco
  • 3,907
  • 3,907
  • Libra
  • 4,903
  • 4,906
  • Ouro
  • 153,830
  •  
Mensal - 06/12/2018
  • Índices
  • Set
  • Out
  • Inpc/Ibge
  • 0,21
  • 0,40
  • Ipc/Fipe
  • 0,39
  • 0,48
  • Ipc/Fgv
  • 0,34
  • 0,48
  • Igp-m/Fgv
  • 1,52
  • 0,89
  • Igp-di/Fgv
  • -
  • 0,26
  • Selic
  • 0,47
  • 0,54
  • Poupança
  • 0,50
  • 0,50
  • TJLP
  • 0,55
  • 0,55
  • TR
  • -
  • -

maisObrigações Tributárias do Dia

  • 14/Dezembro/2018
  • CIDE | Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico.
  • COFINS/PIS-PASEP | Retenção na Fonte – Autopeças.
  • Escrituração Fiscal Digital de Retenções e Outras Informações Fiscais (EFD-Reinf)
  • Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais Previdenciários e de Outras Entidades e Fundos (DCTFWeb)
  • EFD Contribuições.
O que você achou do nosso novo site?
Ótimo
Bom
Regular

Em 2016, micro e pequenas empresas empregaram 2,8 milhões de pessoas com até 24 anos

Brasília - No ano passado, de cada dez contratações, três foram de jovens com até 24 anos. De acordo com levantamento feito pelo Sebrae, com base nos números do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho, os pequenos negócios incorporaram ao seu quadro de trabalhadores 2,8 milhões de jovens, número 53% superior ao das médias e grandes empresas, que contrataram no período 1,8 milhão de pessoas nessa faixa etária. 

“Os pequenos negócios são uma oportunidade para o primeiro emprego. Muitas grandes empresas não têm interesse em capacitar um jovem, e são nas micro e pequenas que eles encontram a chance de começarem uma carreira”, afirma o presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos. Ele ainda ressalta que a conquista do primeiro emprego torna os jovens mais felizes e preparados. “A falta de oportunidade de emprego cria no jovem um sentimento de frustração e de impotência, pois ele não consegue visualizar uma luz no fim do túnel”. 

O setor que os pequenos negócios mais incorporaram os jovens ao seus quadros de empregados foi o do Comércio, que assinou a carteira de 1,1 milhão de trabalhadores dessa faixa etária, e que corresponde a 40% do total de admissões do setor. Já os pequenos empreendimentos do setor de Serviços contrataram 954 mil pessoas desse grupo. O estado em que as micro e pequenas empresas mais contrataram jovens foi São Paulo, com 776 mil, seguido por Minas Gerais, com 338 mil, e Paraná, com 232 mil.

De acordo com o levantamento do Sebrae, a faixa etária que mais teve contratações nos pequenos negócios foi a de 25 a 39 anos, com 47,5%, já as pessoas entre 40 e 64 anos corresponderam 21% das admissões, em 2016, por esse nicho de empresas. “Esse resultado era esperado, pois essa é a idade que os trabalhadores estão no auge a sua força laboral”, destaca Afif.

Mais informações:

Assessoria de Imprensa Sebrae

(61) 2107-9117/9118

imprensa@sebrae.com.br

 

Para empreendedores

Central de Relacionamento Sebrae

0800 570 0800

fonte: agenciasebrae.com

Site desenvolvido pela TBrWeb (XHTML / CSS)
Associação Profissional dos Contabilistas de Lins  |  Rua Floriano Peixoto, n° 1.093 - Centro - Lins, SP | CEP 16.400-101
Fone 14. 3513-0114