Associação Profissional dos Contabilistas de Lins

Programa do IR 2016 não serve para este ano; todos devem baixar versão 2017

maisCotações e Índices

Moedas - 14/12/2018 16:03:52
  • Nome
  • Compra
  • Venda
  • Comercial
  • 3,900
  • 3,901
  • Paralelo
  • 3,880
  • 4,080
  • Turismo
  • 3,750
  • 4,060
  • Euro
  • 4,407
  • 4,408
  • Iene
  • 0,034
  • 0,034
  • Franco
  • 3,913
  • 3,912
  • Libra
  • 4,900
  • 4,903
  • Ouro
  • 152,150
  •  
Mensal - 06/12/2018
  • Índices
  • Set
  • Out
  • Inpc/Ibge
  • 0,21
  • 0,40
  • Ipc/Fipe
  • 0,39
  • 0,48
  • Ipc/Fgv
  • 0,34
  • 0,48
  • Igp-m/Fgv
  • 1,52
  • 0,89
  • Igp-di/Fgv
  • -
  • 0,26
  • Selic
  • 0,47
  • 0,54
  • Poupança
  • 0,50
  • 0,50
  • TJLP
  • 0,55
  • 0,55
  • TR
  • -
  • -

maisObrigações Tributárias do Dia

  • 17/Dezembro/2018
  • INSS | Previdência Social.
O que você achou do nosso novo site?
Ótimo
Bom
Regular

A atualização automática do programa de declaração do Imposto de Renda a partir deste ano causou confusão.

Foi até divulgado em alguns meios de comunicação que não seria necessário baixar o programa deste ano, se o contribuinte já tivesse o software de 2016. Mas isso não é verdade.

Todos devem baixar o programa 2017. A diferença é que, se houver atualizações nesse programa de 2017, elas serão automáticas, durante o período de declaração (março e abril).

Veja nota da Receita Federal divulgada nesta quinta-feira (23) sobre as mudanças:

"Foi liberado o programa do Imposto de Renda do Exercício 2017, ano calendário 2016.

Nos anos anteriores era necessário baixar o PGD IRPF para preenchimento da declaração e o Receitanet para transmissão via internet. Esse ano o programa Receitanet foi integrado ao PGD IRPF 2017, não sendo necessária sua instalação em separado.

Não é verdade que quem tiver o programa do PGD IRPF 2016 não precisará baixar um novo. O contribuinte precisará baixar o PGD IRPF 2017 do sítio da RFB, porém novas versões desse programa, se e quando forem liberadas, serão atualizadas automaticamente."

A novidade serve para que a Receita corrija erros, faça pequenas melhorias e o software se atualize, como um aplicativo.

Outra mudança: neste ano, pela primeira vez será necessário apenas um programa. Os softwares de declaração e transmissão eram separados. Agora não há mais o Receitanet para envio. Ele foi incorporado ao programa geral de declaração e não precisa mais ser baixado à parte.

Fonte: uol.com.br

Site desenvolvido pela TBrWeb (XHTML / CSS)
Associação Profissional dos Contabilistas de Lins  |  Rua Floriano Peixoto, n° 1.093 - Centro - Lins, SP | CEP 16.400-101
Fone 14. 3513-0114