Associação Profissional dos Contabilistas de Lins

5 passos para evitar excesso de gastos com compras de Natal

maisCotações e Índices

Moedas - 12/12/2018 16:11:34
  • Nome
  • Compra
  • Venda
  • Comercial
  • 3,847
  • 3,849
  • Paralelo
  • 3,820
  • 4,020
  • Turismo
  • 3,690
  • 4,000
  • Euro
  • 4,376
  • 4,380
  • Iene
  • 0,034
  • 0,034
  • Franco
  • 3,881
  • 3,882
  • Libra
  • 4,870
  • 4,873
  • Ouro
  • 156,000
  •  
Mensal - 06/12/2018
  • Índices
  • Set
  • Out
  • Inpc/Ibge
  • 0,21
  • 0,40
  • Ipc/Fipe
  • 0,39
  • 0,48
  • Ipc/Fgv
  • 0,34
  • 0,48
  • Igp-m/Fgv
  • 1,52
  • 0,89
  • Igp-di/Fgv
  • -
  • 0,26
  • Selic
  • 0,47
  • 0,54
  • Poupança
  • 0,50
  • 0,50
  • TJLP
  • 0,55
  • 0,55
  • TR
  • -
  • -

maisObrigações Tributárias do Dia

  • 13/Dezembro/2018
  • IOF | Imposto sobre Operações Financeiras.
  • IRRF | Imposto de Renda Retido na Fonte.
O que você achou do nosso novo site?
Ótimo
Bom
Regular

1. Seja realista

Antes de correr para o shopping, hora de sentar e ter uma visão real de seu orçamento. Você realmente pode bancar todos os presentes, roupas e comidas bacanas que gostaria para comemorar o Natal? Seja franca consigo mesma. Entendendo sua real situação financeira, será mais fácil manter os pés no chão e não acabar endividada.

2. Estabeleça prioridades

O Natal desperta um espírito de generosidade que nos faz querer presentear a família toda – mas cabe a você frear este instinto. Faça uma lista com todas as pessoas que você deseja presentear. Não tem problema deixá-la enxuta, afinal, todos entendem que a situação financeira não está fácil para ninguém.

3. Estipule tetos de preços

Sabendo quem serão os sortudos que receberão um presente de suas mãos, estabeleça o valor máximo que você poderá gastar com cada mimo. Some todos os preços e, se você ver que a conta saiu alta demais, reduza o valor dos presentes. Assim, você já sairá de casa sabendo o quanto desembolsará e não terá surpresas quando abrir o extrato bancário.

4. Tenha paciência

É costume do brasileiro correr para os shoppings de última hora para garantir os presentes – e se deparar com preços lá em cima, filas intermináveis, trânsito e afins. Então, reserve um tempinho em sua agenda para fazer as compras o quanto antes. Apenas a paciência permitirá que você pesquise preços e estabelecimentos – inclusive pela internet –, escolha os presentes com carinho, garanta valores mais justos e preserve sua saúde mental.

5. Envolva todos na economia

Um levantamento do SPC Brasil e CNDL descobriu que a vontade dos filhos influencia 54% dos pais na hora das compras de Natal. Isso significa que, para esse percentual, dar ouvidos demais aos pedidos infantis pode ser um verdadeiro perigo. Antes de começar todo o planejamento, tenha uma conversa franca com os pequenos, explicando que dinheiro não é infinito e alguns pedidos excedem o orçamento familiar.

Fonte: uol.com.br

Site desenvolvido pela TBrWeb (XHTML / CSS)
Associação Profissional dos Contabilistas de Lins  |  Rua Floriano Peixoto, n° 1.093 - Centro - Lins, SP | CEP 16.400-101
Fone 14. 3513-0114