Associação Profissional dos Contabilistas de Lins

13º salário: o quer fazer com o dinheiro extra para começar 2017 no azul

maisCotações e Índices

Moedas - 19/06/2019 13:15:13
  • Nome
  • Compra
  • Venda
  • Comercial
  • 3,874
  • 3,874
  • Paralelo
  • 3,850
  • 4,040
  • Turismo
  • 3,720
  • 4,030
  • Euro
  • 4,341
  • 4,343
  • Iene
  • 0,036
  • 0,036
  • Franco
  • 3,889
  • 3,888
  • Libra
  • 4,890
  • 4,890
  • Ouro
  • 166,790
  •  
Mensal - 06/05/2019
  • Índices
  • Fev
  • Mar
  • Inpc/Ibge
  • 0,54
  • 0,77
  • Ipc/Fipe
  • 0,54
  • 0,51
  • Ipc/Fgv
  • 0,35
  • 0,65
  • Igp-m/Fgv
  • 0,88
  • 1,26
  • Igp-di/Fgv
  • 1,25
  • 1,07
  • Selic
  • 0,49
  • 0,47
  • Poupança
  • 0,50
  • 0,50
  • TJLP
  • 0,59
  • 0,59
  • TR
  • -
  • -

maisObrigações Tributárias do Dia

  • 20/Junho/2019
  • EFD - Contribuintes do IPI | Pernambuco e Distrito Federal.
O que você achou do nosso novo site?
Ótimo
Bom
Regular

Mesmo cheias de dívidas, algumas pessoas não resistem às tentações do fim do ano e se esbaldam: compram demais e na maioria dos casos, com coisas que não poderiam pagar. O educador financeiro e especialista da Trovó Academy, Robinson Trovó, explica que é preciso ter disciplina e força de vontade para aproveitar o 13º salário para quitar as dívidas em vez de gastar tudo. “Se você está endividado, prefere se esbaldar neste fim de ano e continuar com uma dívida por muito tempo, ou gastar menos apenas desta vez para terminar esta dor de cabeça?”, provoca o investidor.

Sabendo que muitas pessoas sentem dificuldades em lidar com o salário extra no fim do ano, Trovó ensina o que deve ser feito com esse dinheiro em três diferentes situações:

1-Pagar as dívidas atrasadas

Quem está endividado não tem escolha: precisa separar o 13º para quitá-las. “Pode ser difícil ter que deixar de lado algumas regalias no fim do ano, mas o fato de você não deixar sua dívida crescer vai compensar o esforço”, explica o investidor. Trovó conta que todos os esforços de um endividado devem ser quitar a dívida.

2-Adiantar as contas do início do ano

Quem não está endividado no fim do ano deve aproveitar o 13º para evitar a dívida no início do ano seguinte, conforme sugere Trovó. “Aproveite para guardar o salário, ou pelo menos parte dele, para pagar o IPVA, o material escolar dos filhos, e outros gastos comuns que chegam em janeiro”. O investidor conta que, para ter as contas no azul, é preciso se planejar financeiramente o tempo todo. “Os seus gastos nunca podem ser maiores que a sua renda, por isso sempre guarde uma parte do dinheiro antes da chegada de um gasto maior, como é o caso dos impostos no começo do ano”, ensina.

3-Investir 60% do valor

Quem não tem muitos gastos no começo do ano, ou já conseguiu acumular o valor necessário para eles e não está com nenhuma dívida, pode aproveitar para investir um pouco mais da metade. “Aproveite 40% do valor para gastar com lazer, e utilize o restante para investir”, explica. Trovó garante que, ao fazer isso, o 13º se torna a porta de entrada para uma vida de independência financeira. “Pare de achar que investimento é algo difícil ou complexo, pois qualquer um pode investir”, incentiva

Segundo o investidor, investimentos na bolsa de valores, por exemplo, exigem um capital maior, mas é possível fazer investimentos de renda fixa que já rendem muito mais que a poupança. “Fuja da conta poupança tradicional, pois ela não valoriza o seu dinheiro”, alerta, lembrando que com disciplina e perseverança é possível acumular uma ótima renda mesmo sem salários muito altos.

Fonte: uol.com.br

Site desenvolvido pela TBrWeb (XHTML / CSS)
Associação Profissional dos Contabilistas de Lins  |  Rua Floriano Peixoto, n° 1.093 - Centro - Lins, SP | CEP 16.400-101
Fone 14. 3513-0114