Associação Profissional dos Contabilistas de Lins

Backup: Será que os dados da sua empresa estão mesmo seguros?

maisCotações e Índices

Moedas - 13/12/2018 16:08:28
  • Nome
  • Compra
  • Venda
  • Comercial
  • 3,883
  • 3,884
  • Paralelo
  • 3,870
  • 4,070
  • Turismo
  • 3,730
  • 4,040
  • Euro
  • 4,409
  • 4,412
  • Iene
  • 0,034
  • 0,034
  • Franco
  • 3,907
  • 3,907
  • Libra
  • 4,903
  • 4,906
  • Ouro
  • 153,830
  •  
Mensal - 06/12/2018
  • Índices
  • Set
  • Out
  • Inpc/Ibge
  • 0,21
  • 0,40
  • Ipc/Fipe
  • 0,39
  • 0,48
  • Ipc/Fgv
  • 0,34
  • 0,48
  • Igp-m/Fgv
  • 1,52
  • 0,89
  • Igp-di/Fgv
  • -
  • 0,26
  • Selic
  • 0,47
  • 0,54
  • Poupança
  • 0,50
  • 0,50
  • TJLP
  • 0,55
  • 0,55
  • TR
  • -
  • -

maisObrigações Tributárias do Dia

  • 14/Dezembro/2018
  • CIDE | Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico.
  • COFINS/PIS-PASEP | Retenção na Fonte – Autopeças.
  • Escrituração Fiscal Digital de Retenções e Outras Informações Fiscais (EFD-Reinf)
  • Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais Previdenciários e de Outras Entidades e Fundos (DCTFWeb)
  • EFD Contribuições.
O que você achou do nosso novo site?
Ótimo
Bom
Regular

Praticamente todas as grandes empresas do mundo já foram vítimas de vazamentos de dados. LinkedIn, Yahoo! e até mesmo a Apple. Os criminosos virtuais têm desenvolvido técnicas cada vez mais avançadas para invadirem sistemas e esse tipo de prática tem gerado severos prejuízos a companhias dos mais variados setores. Ninguém está imune aos riscos dos ataques virtuais e a próxima vítima podem ser você e seu negócio.

Um estudo do Ponemon Institute mostrou que 77% das empresas tiveram vazamentos de dados no último ano. Nesses ataques, uma das práticas mais comuns é o sequestro de dados, que consiste em invadir dispositivos, reter arquivos e cobrar um resgate para a liberação, o que – como em sequestros de pessoas, na vida real – nem sempre acaba bem.

Existem diversas maneiras de fazer backups dos dados da sua empresa. Mas a maioria oferece riscos à segurança, como é o caso dos HDs externos e das fitas/discos de backup (que podem ser corrompidos, quebrados, perdidos, roubados) ou mesmo o simples armazenamento em nuvem (Google Drive, OneDrive e outros), que podem ser facilmente acessados mediante um roubo de senha.

Muitas empresa, por terem departamentos de TI controlando seus dados digitais, acham que estão protegidas das fraudes. Mas isso é um mito. Na verdade, as brechas podem ser abertas pela própria equipe da área, através de falhas na gestão, falta de testes de recuperação recorrentes, em códigos ou mesmo na rotina de acesso aos conteúdos. Isso sem contar com os ataques que partem de dentro da própria empresa.

Auditar a área de TI da sua empresa é uma atividade fundamental para garantir a segurança dos seus dados. Revise periodicamente o processo de backup e o local em que o mesmo está sendo armazenado e procure entender um pouco mais a fundo como funciona o backup para identificar possíveis brechas a serem fechadas.

Fonte: administradores.com.br

Site desenvolvido pela TBrWeb (XHTML / CSS)
Associação Profissional dos Contabilistas de Lins  |  Rua Floriano Peixoto, n° 1.093 - Centro - Lins, SP | CEP 16.400-101
Fone 14. 3513-0114