Associação Profissional dos Contabilistas de Lins

Sebrae-SP tem 480 vagas em cursos gratuitos no setor de informática

maisCotações e Índices

Moedas - 07/12/2018 17:39:00
  • Nome
  • Compra
  • Venda
  • Comercial
  • 3,890
  • 3,890
  • Paralelo
  • 3,860
  • 4,070
  • Turismo
  • 3,860
  • 4,100
  • Euro
  • 4,446
  • 4,447
  • Iene
  • 0,035
  • 0,035
  • Franco
  • 3,931
  • 3,930
  • Libra
  • 4,963
  • 4,966
  • Ouro
  • 155,290
  •  
Mensal - 06/12/2018
  • Índices
  • Set
  • Out
  • Inpc/Ibge
  • 0,21
  • 0,40
  • Ipc/Fipe
  • 0,39
  • 0,48
  • Ipc/Fgv
  • 0,34
  • 0,48
  • Igp-m/Fgv
  • 1,52
  • 0,89
  • Igp-di/Fgv
  • -
  • 0,26
  • Selic
  • 0,47
  • 0,54
  • Poupança
  • 0,50
  • 0,50
  • TJLP
  • 0,55
  • 0,55
  • TR
  • -
  • -

maisObrigações Tributárias do Dia

  • 10/Dezembro/2018
  • Comprovante de Juros sobre o Capital Próprio-PJ.
  • IPI | Imposto sobre Produtos Industrializados.
  • Envio da Guia da Previdência Social aos Sindicatos.
O que você achou do nosso novo site?
Ótimo
Bom
Regular

O Sebrae-SP está com 480 vagas abertas para quem quer se capacitar para trabalhar por conta própria no setor de informática. Os cursos são gratuitos e estão disponíveis em todo o Estado de São Paulo dentro do Super MEI, programa recém-lançado pelo Sebrae-SP voltado à qualificação do Microempreendedor Individual (MEI).

Entre as opções de capacitação estão formação inicial em instalador e reparador de redes de computador, em manutenção de máquinas copiadoras e impressoras e em montagem e manutenção de computadores, e ainda em estratégias de marketing digital.

É uma ótima oportunidade para aprender uma profissão ou se aperfeiçoar no segmento e se preparar para ter um negócio regularizado no ramo. Ao todo, o Super MEI oferece 50 mil vagas em 164 cursos de capacitação em 18 áreas de atuação como beleza, alimentos e bebidas, automotivo, comércio varejista, etc.

O participante do programa passa por quatro etapas. Na primeira, ele se formaliza como MEI, caso ainda não esteja regularizado. Em seguida, tem aulas de gestão empresarial, assiste a aulas específicas de uma determinada atividade em que aprende o ofício ou aprimora o que já faz, e, por fim, tem a oportunidade de oferecer seu produto ou serviço em um site e um aplicativo, numa espécie de catálogo virtual que vai lhe permitir aparecer para o público consumidor. Em cerca de duas semanas, o empreendedor completa o Super MEI, recebe certificado do Sebrae-SP e fica apto a atuar profissionalmente com qualificação comprovada.

Os cursos - oferecidos pelas unidades do Centro Paula Souza, órgão do governo estadual responsável pelas Fatecs e Etecs, e pelo Senac - são ministrados preferencialmente no período noturno, a fim de viabilizar ao profissional trabalhar durante o dia. O atendimento do Super MEI é realizado em todo o Estado e interessados de cidades próximas àquelas que oferecem os cursos também podem participar.

As inscrições para o Super MEI podem ser realizadas pelo site supermei.sebraesp.com.br, pela Central de Atendimento 0800 570 0800 e nos Escritórios Regionais do Sebrae-SP.

Atualmente, existem mais de 1,6 milhão de MEIs no Estado de São Paulo. O MEI é o indivíduo que trabalha por conta própria e se legaliza como pequeno empresário, desde que seu faturamento seja de, no máximo, R$ 60 mil por ano. O MEI tem registro no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ), que facilita a abertura de conta bancária, pedido de empréstimos e emissão de nota fiscal. É integrante do Simples Nacional, estando isento dos tributos federais (Imposto de Renda, PIS, Cofins, IPI e CSLL). Ele paga apenas um valor fixo mensal de R$ 45,00 (se for comércio ou indústria), R$ 49,00 (prestação de serviços) ou R$ 50,00 (comércio e serviços). Assim, ele também tem direito aos direitos da Previdência Social como salário maternidade e auxílio-doença.

Fonte: uol.com.br

Site desenvolvido pela TBrWeb (XHTML / CSS)
Associação Profissional dos Contabilistas de Lins  |  Rua Floriano Peixoto, n° 1.093 - Centro - Lins, SP | CEP 16.400-101
Fone 14. 3513-0114