Associação Profissional dos Contabilistas de Lins

Bovespa avança com ações de commmodities e recupera 58 mil pts

maisCotações e Índices

Moedas - 14/12/2018 16:03:52
  • Nome
  • Compra
  • Venda
  • Comercial
  • 3,900
  • 3,901
  • Paralelo
  • 3,880
  • 4,080
  • Turismo
  • 3,750
  • 4,060
  • Euro
  • 4,407
  • 4,408
  • Iene
  • 0,034
  • 0,034
  • Franco
  • 3,913
  • 3,912
  • Libra
  • 4,900
  • 4,903
  • Ouro
  • 152,150
  •  
Mensal - 06/12/2018
  • Índices
  • Set
  • Out
  • Inpc/Ibge
  • 0,21
  • 0,40
  • Ipc/Fipe
  • 0,39
  • 0,48
  • Ipc/Fgv
  • 0,34
  • 0,48
  • Igp-m/Fgv
  • 1,52
  • 0,89
  • Igp-di/Fgv
  • -
  • 0,26
  • Selic
  • 0,47
  • 0,54
  • Poupança
  • 0,50
  • 0,50
  • TJLP
  • 0,55
  • 0,55
  • TR
  • -
  • -

maisObrigações Tributárias do Dia

  • 17/Dezembro/2018
  • INSS | Previdência Social.
O que você achou do nosso novo site?
Ótimo
Bom
Regular

O principal índice da Bovespa fechou em alta nesta terça-feira, apoiado em ações de matérias-primas e papéis que se beneficiam da valorização do dólar ante real, após apurar na véspera a maior queda diária em quase dois meses.

O Ibovespa avançou 0,41 por cento, a 58.020 pontos. O volume financeiro somou 6,5 bilhões de reais.

Na segunda-feira, o índice caiu 2,2 por cento.

Wall Street corrobou com a recuperação do pregão brasileiro, em meio à alta de ações de tecnologia e dados fortes do mercado imobiliário dos Estados Unidos.

Investidores seguem à espera do discurso da chair do Federal Reserve, Janet Yellen, aguardado para sexta-feira, durante a conferência de Jackson Hole nos EUA.

Do cenário doméstico, a pauta política ocupou as atenções com perspectiva de votação do projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2017.

DESTAQUES

- PETROBRAS fechou com as preferenciais em alta de 2,59 e as ordinárias avançando 3,18 por cento, conforme os preços do petróleo abandonaram fraqueza inicial e fecharam em alta.

- VALE encerrou com as preferenciais com ganho de 1,54 por cento e as ordinárias em alta 2,01 por cento, favorecidas pelo avanço dos preços do minério de ferro na China.

- USIMINAS avançou 3,32 por cento, com as siderúrgicas voltando a figurar entre as maiores altas do Ibovespa, mesmo com dados mais fracos sobre a venda de aços planos no país.

- FIBRIA saltou 6,77 por cento, no melhor desempenho do Ibovespa, seguida por SUZANO, que subiu 4,61 por cento, encontrando suporte na alta do dólar ante o real para alguma recuperação, conforme amargam fortes perdas no acumulado do ano.

- HYPERMARCAS caiu 2,73 por cento, tendo como pano de fundo corte na recomendação das ações pelo HSBC para "manter" e dados mais fracos de vendas em farmácias. RAIA DROGASIL cedeu 1,27 por cento.

Fonte: administradores.com.br

Site desenvolvido pela TBrWeb (XHTML / CSS)
Associação Profissional dos Contabilistas de Lins  |  Rua Floriano Peixoto, n° 1.093 - Centro - Lins, SP | CEP 16.400-101
Fone 14. 3513-0114