Associação Profissional dos Contabilistas de Lins

Confiança do consumidor no Brasil melhora pelo 2º mês seguido, mostra Thomson Reuters/Ipsos

maisCotações e Índices

Moedas - 14/12/2018 10:34:02
  • Nome
  • Compra
  • Venda
  • Comercial
  • 3,902
  • 3,904
  • Paralelo
  • 3,870
  • 4,070
  • Turismo
  • 3,750
  • 4,060
  • Euro
  • 4,405
  • 4,408
  • Iene
  • 0,034
  • 0,034
  • Franco
  • 3,914
  • 3,914
  • Libra
  • 4,901
  • 4,905
  • Ouro
  • 152,150
  •  
Mensal - 06/12/2018
  • Índices
  • Set
  • Out
  • Inpc/Ibge
  • 0,21
  • 0,40
  • Ipc/Fipe
  • 0,39
  • 0,48
  • Ipc/Fgv
  • 0,34
  • 0,48
  • Igp-m/Fgv
  • 1,52
  • 0,89
  • Igp-di/Fgv
  • -
  • 0,26
  • Selic
  • 0,47
  • 0,54
  • Poupança
  • 0,50
  • 0,50
  • TJLP
  • 0,55
  • 0,55
  • TR
  • -
  • -

maisObrigações Tributárias do Dia

  • 14/Dezembro/2018
  • CIDE | Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico.
  • COFINS/PIS-PASEP | Retenção na Fonte – Autopeças.
  • Escrituração Fiscal Digital de Retenções e Outras Informações Fiscais (EFD-Reinf)
  • Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais Previdenciários e de Outras Entidades e Fundos (DCTFWeb)
  • EFD Contribuições.
O que você achou do nosso novo site?
Ótimo
Bom
Regular

 A confiança do consumidor brasileiro subiu em agosto, pelo segundo mês seguido, com melhoras quase generalizadas nas percepções, com destaque para as condições atuais e investimentos, mostrou o indicador da Thomson Reuters/Ipsos divulgado nesta quarta-feira (10).

O Índice Primário de Sentimento do Consumidor (PCSI, na sigla em inglês) subiu a 38,1 em agosto, sobre 35,9 no mês passado, marcando o segundo mês seguido de avanço e voltando ao mesmo patamar de janeiro, o mais alto no ano.

O grupo que avalia as condições atuais teve a melhora mais expressiva em agosto, de 3,2 pontos, para 26,8. O segundo maior avanço foi verificado no subíndice de investimentos, que foi a 37,3, alta de 3,1 pontos.

Após duas quedas seguidas, o subíndice de emprego voltou a subir no período, 1,9 ponto, para 28,2 em agosto.

O único grupo a registrar queda foi o de expectativas, que recuou 0,2 ponto, a 63,0. Apesar do declínio, o número permanece perto da máxima do ano, alcançada no mês passado.

A confiança do consumidor avançou também no mais recente levantamento da Fundação Getulio Vargas (FGV), com o indicador de julho subindo 5,4 pontos após forte avanço nas expectativas.

Fonte: administradores.com.br

Site desenvolvido pela TBrWeb (XHTML / CSS)
Associação Profissional dos Contabilistas de Lins  |  Rua Floriano Peixoto, n° 1.093 - Centro - Lins, SP | CEP 16.400-101
Fone 14. 3513-0114