Associação Profissional dos Contabilistas de Lins

Queda da atividade econômica começa a perder fôlego

maisCotações e Índices

Moedas - 16/07/2019 10:11:55
  • Nome
  • Compra
  • Venda
  • Comercial
  • 3,762
  • 3,764
  • Paralelo
  • 3,710
  • 3,910
  • Turismo
  • 3,690
  • 3,910
  • Euro
  • 4,226
  • 4,230
  • Iene
  • 0,035
  • 0,035
  • Franco
  • 3,814
  • 3,814
  • Libra
  • 4,681
  • 4,684
  • Ouro
  • 169,950
  •  
Mensal - 06/05/2019
  • Índices
  • Fev
  • Mar
  • Inpc/Ibge
  • 0,54
  • 0,77
  • Ipc/Fipe
  • 0,54
  • 0,51
  • Ipc/Fgv
  • 0,35
  • 0,65
  • Igp-m/Fgv
  • 0,88
  • 1,26
  • Igp-di/Fgv
  • 1,25
  • 1,07
  • Selic
  • 0,49
  • 0,47
  • Poupança
  • 0,50
  • 0,50
  • TJLP
  • 0,59
  • 0,59
  • TR
  • -
  • -

maisObrigações Tributárias do Dia

  • 19/Julho/2019
  • IRRF | Imposto de Renda Retido na Fonte.
  • Cofins/CSL/PIS-Pasep | Retenção na Fonte.
  • COFINS/PIS-Pasep | Entidades financeiras.
  • DCTF Mensal | Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais.
  • Informe de Rendimentos Financeiros - PJ
  • INSS | Previdência Social.
O que você achou do nosso novo site?
Ótimo
Bom
Regular

O índice de atividade econômica da Serasa Experian recuou 0,5% em maio ante abril, na série com ajuste sazonal.

Na comparação com maio do ano passado, a queda foi de 3,1%. Já nos cinco primeiros meses do ano há retração de 4,5% ante igual intervalo de 2015. No acumulado em 12 meses, a baixa é de 4,7%.

De acordo com os economistas da Serasa Experian, o fato da atividade econômica ter apresentado em maio a menor retração interanual em 11 meses é um sinal de que a recessão econômica começa a perder fôlego ao longo deste segundo trimestre.

Pelo lado da oferta, houve queda em todos os setores econômicos em maio em relação a abril. A maior delas foi de 2,1% na indústria.

A agropecuária recuou 0,7% e serviços tiveram retração de 0,2%. Já na comparação anual, a agropecuária teve alta de 2,9%, enquanto a indústria caiu 3,1% e serviços apresentaram baixa de 2,5%.

Na decomposição pelo lado da demanda, a formação bruta de capital fixo (investimento) caiu 1,6% em maio na comparação mensal (-10,1% na variação anual), enquanto importações de bens e serviços recuaram 3,6% (-10,3% no ano).

O consumo das famílias diminuiu 1,1% (-6,1% no ano) e os gastos do governo recuaram 0,2% (-3,0% no ano). As exportações caíram 0,9%, na primeira queda mensal desde novembro do ano passado. Mesmo assim, na comparação com maio de 2015 houve alta de 9,3%.

Fonte: dcomercio.com.br - 13 de Julho de 2016

Site desenvolvido pela TBrWeb (XHTML / CSS)
Associação Profissional dos Contabilistas de Lins  |  Rua Floriano Peixoto, n° 1.093 - Centro - Lins, SP | CEP 16.400-101
Fone 14. 3513-0114