Associação Profissional dos Contabilistas de Lins

E-Social preocupa 86% dos diretores de RH do Brasil

maisCotações e Índices

Moedas - 12/12/2018 16:11:34
  • Nome
  • Compra
  • Venda
  • Comercial
  • 3,847
  • 3,849
  • Paralelo
  • 3,820
  • 4,020
  • Turismo
  • 3,690
  • 4,000
  • Euro
  • 4,376
  • 4,380
  • Iene
  • 0,034
  • 0,034
  • Franco
  • 3,881
  • 3,882
  • Libra
  • 4,870
  • 4,873
  • Ouro
  • 156,000
  •  
Mensal - 06/12/2018
  • Índices
  • Set
  • Out
  • Inpc/Ibge
  • 0,21
  • 0,40
  • Ipc/Fipe
  • 0,39
  • 0,48
  • Ipc/Fgv
  • 0,34
  • 0,48
  • Igp-m/Fgv
  • 1,52
  • 0,89
  • Igp-di/Fgv
  • -
  • 0,26
  • Selic
  • 0,47
  • 0,54
  • Poupança
  • 0,50
  • 0,50
  • TJLP
  • 0,55
  • 0,55
  • TR
  • -
  • -

maisObrigações Tributárias do Dia

  • 13/Dezembro/2018
  • IOF | Imposto sobre Operações Financeiras.
  • IRRF | Imposto de Renda Retido na Fonte.
O que você achou do nosso novo site?
Ótimo
Bom
Regular

De acordo com pesquisa da Robert Half, o E-Social – projeto que visa unificar o envio de informações do empregado pelo empregador ao Governo Federal – é uma das mais recentes preocupações dos diretores de RH do Brasil. Dos 100 entrevistados no final de 2014, 46% acreditam que a implantação desse sistema é muito desafiadora e 40% preveem alguma dificuldade no processo.

Lucas Nogueira, gerente de divisão da Robert Half explica o desafio da transição para o novo formato. Apesar de ser um tema importante, ainda há pouca divulgação de informações e isso gera uma insegurança natural. Ele alerta que as dificuldades de adaptação devem se concentrar apenas nesse período inicial. Os gestores devem ter em mente que o E-Social é positivo. É uma excelente ferramenta para diminuir a sonegação de impostos no Brasil e, dessa forma, destacar as empresas que trabalham corretamente, explica.

O executivo aponta que a falta de conhecimento das normas do E-Social pode se refletir em complicações para as organizações, que vão desde atrasar a admissão de um colaborador ou até mesmo travar a folha de pagamento. Uma boa opção nesse período de implantação do E-Social é a contratação de um profissional temporário especializado na ferramenta, considera Nogueira. A hipótese é considerada por 54% dos gestores de RH entrevistados.

Confira os dados da Pesquisa:


Nível de desafio para a implantação do E-Social
• 46% muito desafiador
• 40% um pouco desafiador
• 14% nem um pouco desafiador

Principais desafios no processo de implantação (múltipla escolha)
• 50% treinamento de pessoal
• 45% recrutamento de pessoal
• 38% falta de conhecimento sobre a norma
• 27% aumento da carga de trabalho
• 21% falta de tecnologia compatível com a da norma
• 7% falta de tempo para cumprir com a norma

Fonte: www.revistamelhor.com.br

Site desenvolvido pela TBrWeb (XHTML / CSS)
Associação Profissional dos Contabilistas de Lins  |  Rua Floriano Peixoto, n° 1.093 - Centro - Lins, SP | CEP 16.400-101
Fone 14. 3513-0114