Associação Profissional dos Contabilistas de Lins

Receita alerta para golpe envolvendo falsa remessa internacional

maisCotações e Índices

Moedas - 23/04/2019 15:58:25
  • Nome
  • Compra
  • Venda
  • Comercial
  • 3,929
  • 3,931
  • Paralelo
  • 3,920
  • 4,120
  • Turismo
  • 3,760
  • 4,080
  • Euro
  • 4,405
  • 4,408
  • Iene
  • 0,035
  • 0,035
  • Franco
  • 3,851
  • 3,852
  • Libra
  • 5,070
  • 5,071
  • Ouro
  • 161,600
  •  
Mensal - 14/02/2019
  • Índices
  • Dez
  • Jan
  • Inpc/Ibge
  • 0,14
  • 0,36
  • Ipc/Fipe
  • 0,09
  • 0,58
  • Ipc/Fgv
  • 0,21
  • 0,57
  • Igp-m/Fgv
  • -0,49
  • 0,01
  • Igp-di/Fgv
  • -0,45
  • 0,07
  • Selic
  • 0,49
  • 0,54
  • Poupança
  • 0,50
  • 0,50
  • TJLP
  • 0,56
  • -
  • TR
  • -
  • -

maisObrigações Tributárias do Dia

  • 24/Abril/2019
  • IRRF | Imposto de Renda Retido na Fonte
O que você achou do nosso novo site?
Ótimo
Bom
Regular

A Secretaria Receita Federal alertou nesta sexta-feira (22) sobre um golpe que envolve a promessa de envio de presentes, vantagens ou valores do exterior, aplicado principalmente pela internet. Para liberar supostas remessas retidas em portos e aeroportos, as pessoas são solicitadas a realizar um pagamento.

"Diariamente as Alfândegas nos aeroportos e portos brasileiros recebem ligações de cidadãos que 'conheceram' pessoas por redes de relacionamento social da Internet, ou receberam propostas de negócios por e-mail, como promessas de casamento com estrangeiros, recebimento de heranças de vultosos valores, envio de dinheiro, joias e outros bens, em troca de pagamentos de 'despesas' necessárias para o recebimento dessas 'vantagens'", informou o Fisco.

No final do golpe (normalmente depois de já ter recebido alguns pagamentos da vítima), a Receita Federal informou que o estelionatário envia pela internet documentos falsos que supostamente "comprovariam" a existência de carga ou remessa internacional, alegando que a mesma estaria retida no aeroporto ou porto para pagamento de taxas, tarifas ou impostos ou que foi apreendida e que "será necessário pagar mais uma alta soma para a liberação".

A Receita Federal advertiu que não devem ser efetuados pagamentos a pessoas ou empresas desconhecidas para a liberação de supostas cargas, malas ou encomendas internacionais "retidas" em portos e aeroportos, especialmente no caso de "presentes" enviados por contatos feitos na Internet/mídias sociais. Caso seja vítima do golpe, recomendou que o contribuinte notifique imediatamente as autoridades policiais. Em caso de dúvidas, o contribuinte pode enviar seu questionamento ou contatar as unidades da Receita Federal.

Fonte: G1 - 22/01/2015

Site desenvolvido pela TBrWeb (XHTML / CSS)
Associação Profissional dos Contabilistas de Lins  |  Rua Floriano Peixoto, n° 1.093 - Centro - Lins, SP | CEP 16.400-101
Fone 14. 3513-0114