Associação Profissional dos Contabilistas de Lins

INSS altera tabela de desconto e trabalhador vai pagar menos imposto em 2016

maisCotações e Índices

Moedas - 22/04/2019 10:03:43
  • Nome
  • Compra
  • Venda
  • Comercial
  • 3,921
  • 3,924
  • Paralelo
  • 3,890
  • 4,110
  • Turismo
  • 3,770
  • 4,080
  • Euro
  • 4,414
  • 4,417
  • Iene
  • 0,035
  • 0,035
  • Franco
  • 3,864
  • 3,864
  • Libra
  • 5,091
  • 5,094
  • Ouro
  • 160,570
  •  
Mensal - 14/02/2019
  • Índices
  • Dez
  • Jan
  • Inpc/Ibge
  • 0,14
  • 0,36
  • Ipc/Fipe
  • 0,09
  • 0,58
  • Ipc/Fgv
  • 0,21
  • 0,57
  • Igp-m/Fgv
  • -0,49
  • 0,01
  • Igp-di/Fgv
  • -0,45
  • 0,07
  • Selic
  • 0,49
  • 0,54
  • Poupança
  • 0,50
  • 0,50
  • TJLP
  • 0,56
  • -
  • TR
  • -
  • -

maisObrigações Tributárias do Dia

  • 22/Abril/2019
  • Simples Nacional
  • IRPJ/CSL/PIS/COFINS | Incorporações imobiliárias | Regime Especial de Tributação – PMCMV
  • IRPJ/CSL/PIS/COFINS | Incorporações imobiliárias | Regime Especial de Tributação - RET
  • Previdência Social (INSS) | Parcelamento excepcional de débitos de Pessoas Jurídicas
  • Parcelamento especial da Contribuição Social do salário-educação
  • Previdência Social (INSS) | Parcelamento Especial de Débitos - PAES
  • DCTF Mensal | Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais
O que você achou do nosso novo site?
Ótimo
Bom
Regular

Juca Guimarães, do R7

A partir desta segunda-feira (11) está valendo a nova tabela de contribuição obrigatória de 41,6 milhões de trabalhadores com carteira assinada para o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social).

Em relação a tabela de 2015, as faixas foram reajustadas em 11,28%, o mesmo índice da inflação pelo INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor), do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). 

A tabela tem três alíquotas de contribuição: 8%, 9% e 11%, de acordo com a faixa de salário. Quem recebe, por exemplo, R$ 1.450 de salário pagava R$ 130,50 de INSS e agora vai pagar R$ 116. Uma redução de R$ 14,50 por mês, por conta da mudança de faixa, de 9% para 8%.

Quem recebe R$ 2.400 por mês estava na faixa de 11% na tabela antiga e agora está na faixa de 9%. O valor da contribuição caiu de R$ 264 para R$ 216. Ou seja, R$ 48 a menos.

O trabalhador que ganha um salário mínimo, R$ 880, vai pagar R$ 70,40 de INSS, alíquota de 8%. No ano passado, a contribuição para quem recebia o salário mínimo (R$ 788) era R$ 63,04.

Para os trabalhadores que recebem acima de R$ 5.189,82 por mês, o valor da contribuição previdenciária é fixo: R$ 570,88. As contribuições para o INSS são descontadas diretamente nos holerites. 

Como fica a contribuição dos assalariados:
O desconto varia entre 8% e 11%

Como era: Nova tabela:
faixa salarial (em R$) Alíquota faixa salarial (em R$) Alíquota
Até 1.399,12 8 Até 1.556,94 8
De 1.399,13 a 2.331,88 9 De 1.556,95 a 2.594,92 9
De 2.331,89 a 4.663,75 11 De 2.594,93 a 5.189,82 11

Fonte: R7 - 11/01/2015

Site desenvolvido pela TBrWeb (XHTML / CSS)
Associação Profissional dos Contabilistas de Lins  |  Rua Floriano Peixoto, n° 1.093 - Centro - Lins, SP | CEP 16.400-101
Fone 14. 3513-0114