Associação Profissional dos Contabilistas de Lins

Pesquisa mostra desempenho dos pequenos negócios na Black Friday

maisCotações e Índices

Moedas - 15/02/2019 15:59:07
  • Nome
  • Compra
  • Venda
  • Comercial
  • 3,710
  • 3,711
  • Paralelo
  • 3,700
  • 3,880
  • Turismo
  • 3,560
  • 3,860
  • Euro
  • 4,182
  • 4,185
  • Iene
  • 0,034
  • 0,034
  • Franco
  • 3,687
  • 3,687
  • Libra
  • 4,777
  • 4,779
  • Ouro
  • 156,600
  •  
Mensal - 14/02/2019
  • Índices
  • Dez
  • Jan
  • Inpc/Ibge
  • 0,14
  • 0,36
  • Ipc/Fipe
  • 0,09
  • 0,58
  • Ipc/Fgv
  • 0,21
  • 0,57
  • Igp-m/Fgv
  • -0,49
  • 0,01
  • Igp-di/Fgv
  • -0,45
  • 0,07
  • Selic
  • 0,49
  • 0,54
  • Poupança
  • 0,50
  • 0,50
  • TJLP
  • 0,56
  • -
  • TR
  • -
  • -

maisObrigações Tributárias do Dia

  • 20/Fevereiro/2019
  • IRRF | Imposto de Renda Retido na Fonte.
  • Cofins/CSL/PIS-Pasep | Retenção na Fonte
  • COFINS/PIS-Pasep | Entidades financeiras. 
  • INSS | Previdência Social. 
  • EFD - Contribuintes do IPI | Pernambuco e Distrito Federal.
  • Simples Nacional. 
  • IRPJ/CSL/PIS/COFINS | Incorporações imobiliárias | Regime Especial de Tributação – PMCMV. 
  • IRPJ/CSL/PIS/COFINS | Incorporações imobiliárias | Regime Especial de Tributação - RET.
  • Previdência Social (INSS) | Parcelamento excepcional de débitos de Pessoas Jurídicas. 
  • Parcelamento especial da Contribuição Social do salário-educação. 
  • Previdência Social (INSS) | Parcelamento Especial de Débitos - PAES.
O que você achou do nosso novo site?
Ótimo
Bom
Regular

Redação, Agência Sebrae

Quarenta e quatro por cento das micro e pequenas empresas do comércio eletrônico que participaram da Black Friday com o selo Black Friday Legal 2015 faturaram entre R$ 1 mil e R$ 20 mil na campanha deste ano. De acordo com a segunda etapa da pesquisa Black Friday Legal 2015, realizada por Sebrae e Câmara Brasileira do Comércio Eletrônico (camara-e.net), mais da metade dos empresários tiveram a expectativa de vendas concretizada e 20% afirmaram que a Black Friday superou as expectativas.

Das empresas pesquisadas, uma em cada cinco faturou de R$ 20 mil a R$ 100 mil e 10%, de R$ 100 mil a R$ 360 mil. O levantamento mostra ainda que um pequeno percentual, 2%, faturou acima de R$ 2 milhões. Os resultados também revelam que, na maioria do e-commerce brasileiro, a Black Friday durou mais de um dia, já que 84% das lojas virtuais ofereceram produtos com desconto antes e depois do último dia 27/11, com o objetivo de aumentar o faturamento, atrair novos consumidores e posicionar suas marcas no mercado.

Para 79% dos participantes, as vendas na Black Friday 2015 superaram as de dias normais. O número de visitas nas lojas virtuais também subiu de uma média de 1.000, em dias normais, para a média de 3.000 durante a Black Friday. O desconto médio oferecido foi de 30%. As lojas virtuais mineiras foram as que ofereceram maior desconto – 38% em média -, seguidas pelas catarinenses e cariocas (35%). Um total de 28% dos participantes deu desconto em mais de 350 itens de seu portfólio.

A pesquisa também mostrou que as empresas se prepararam para atender o público que compra com dispositivos móveis. Segundo o levantamento, 72% das lojas pesquisadas em todo o país afirmaram que realizaram vendas via tablets e smartphones. As vendas móveis representaram, em média, 20% do total daquelas realizadas na Black Friday. “Esse percentual das compras móveis é relativamente alto, já que na média do comércio eletrônico brasileiro, as transações feitas por tablet e smartphone ficam na casa dos 15%”, diz Ludovino Lopes, presidente da camara-e.net.

A pesquisa, cujo objetivo era mapear o perfil do pequeno negócio participante da Black Friday e identificar as estratégias e o impacto da data no negócio, foi realizada entre os dias 15/09 e 08/12 com lojas virtuais portadoras do selo Black Friday Legal 2015, iniciativa da camara-e.net para criar um ambiente de confiança no setor na data promocional. "É preciso entender como se dá a atuação dos pequenos negócios também no mercado virtual para que, dessa forma, tenhamos subsídios para avaliar sua importância no comércio eletrônico", afirma a diretora técnica do Sebrae, Heloisa Menezes.

Sobre a camara-e.net

Fundada em 2001, a camara-e.net é a principal entidade brasileira multissetorial da América Latina e de maior representatividade da economia digital no País, formando consenso no setor perante os principais agentes públicos e privados, nacionais e internacionais e promovendo o desenvolvimento dos negócios on-line no Brasil. Em seu quadro de associados, a camara-e.net conta com os mais importantes players do comércio eletrônico, entre eles empresas de infraestrutura, mídias sociais, chaves públicas, meios de pagamento, seguros e e-banking. Mais informações: www.camara-e.net

Fonte: Administradores - 23/12/2015

Site desenvolvido pela TBrWeb (XHTML / CSS)
Associação Profissional dos Contabilistas de Lins  |  Rua Floriano Peixoto, n° 1.093 - Centro - Lins, SP | CEP 16.400-101
Fone 14. 3513-0114